Fuja do Quebra Galho


Um cliente que trabalha na cidade de São Paulo e anda diariamente pela Via Anchieta, Vergueiro, Avenida dos Bandeirantes e Marginais, me falou sobre um fato que eu já havia notado, quando vou ao centro de São Paulo comprar peças: O aumento na quantidade de carros quebrados parados pelas ruas.



Concordamos que boa parte dos congestionamentos e lentidão do transito são provocados por estes carros quebrados, tanto que a CET tem um esquema para tirá-los o mais rápido possível das ruas movimentadas para ruas menos importantes.



E eles sempre quebram em pontos de estrangulamentos, subidas, acessos a viadutos ou grandes avenidas, aproximação de semáforos e lugares com grandes quantidades de veículos. O que já é complicado, fica muito pior com um carro quebrado impedindo a passagem.


Outra constatação é que são carros aparentemente bem conservados, considerados novos para o padrão brasileiro, com uma boa quantidade de eletrônica, injeção de combustível, freios ABS, etc.


Acho que o segredo e a solução é Manutenção Preventiva.

Economia, segurança, confiabilidade e valorização, são algumas das vantagens de fazer revisão periodicamente no veículo. 


As autoridades de transito já perceberam isso e a toda hora lançam alguma campanha nesse sentido. Sem contar um projeto de lei que tornara obrigatório uma vistoria veicular para poder licenciar o veículo, faz uns 12 anos que eu venho ouvindo sobre isto.

É muito importante, também, a conscientização dos Mecânicos Profissionais e principalmente dos proprietários de veículos, para não fazer ou permitir que se faça o quebra galho.Quebra galho, são consertos provisórios que dão uma falsa sensação de segurança.


Mas por que fazem o quebra galho? Devido ao custo, pois, passam anos sem fazer nenhuma manutenção preventiva e quando quebra alguma coisa, o reparo completo com peças novas acaba ficando muito caro. Então pedem que seja feito reparo provisório, só para o carro andar, com peças usadas ou recuperadas. 


Daí a importância da manutenção preventiva periódica. Os custos são muito menores, além de ser possível um planejamento. Quando se adquire um carro, não se deve pensar só no seu preço de compra, há de se pensar também nos custos da manutenção e planejar junto a um bom Mecânico Profissional, após uma revisão inicial e conforme a utilização deste carro, um bom plano de manutenção.


Eu costumo dizer que quem quebra galho é macaco mau treinado, pois macaco especialista não quebra galho, pula certinho, seja gordo ou magro.


Castilho





2 comentários:

  1. A realização da manutenção preventiva periódica deveria assumir uma grande importância em nossas vidas, pois assim evita-se:
    _ dores de cabeça ( ser xingado na rua porque seu carro está atrapalhando a vida dos outros; levar uma multa, por falta de manutenção);
    _ custo da manutenção mais alta (uma manutenção corretiva sempre foi e sempre será mais cara que uma preventiva);
    _ fora que se alguma peça quebrar, evita-se algum acidente por causa de algum componente do veículo que deveria ter sido trocado no tempo certo (isso é detectado na manutenção preventiva).

    ResponderExcluir
  2. Oi Renato,

    (A revisão preventiva de seu carro já esta pronta, falta só aquela pequena correção no motor de partida)

    Quanto ao que você escreveu. 100% certo. E você sabe o que esta falando, por experiência própria.

    Uma abraço,

    Castilho

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário.